Você sabe de onde vem
a carne que alimenta a sua família?

Proteja a sua saúde
e da sua família!

Exija sempre carnes avaliadas
pelos serviçoes oficiais.

Diga não ao abate ilegal e
aos comércios clandestinos.

COLABORE E DENUNCIE
Sua identidade não será revelada.

Por que se preocupar
com a qualidade da carne?

A carne é um dos alimentos que mais aparece na mesa e na dieta diária do brasileiro. Por isso, é necessário alertar os consumidores para os perigos advindos dos alimentos que não seguem as normas sanitárias. A campanha “Carne clandestina, saúde em risco” tem o objetivo de combater a cultura irregular do abate e da carne clandestina que persiste até os dias atuais. A iniciativa tem apoio da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB) e conta com sua ajuda nesta luta por uma carne saudável.

Além disso, o hábito de ingerir alimentos não fiscalizados pode ser porta de entrada para zoonoses. A Organização Mundial da Saúde (OMS) contabilizou mais de 205 doenças relacionadas ao consumo de carne contaminada, entre elas se destacam:

Como identificar se a carne
foi inspecionada:

Você conhece os outros carimbos
que certificam a carne de qualidade?

Além do SIE, existem também o selo Serviço de Inspeção Federal (SIF) e o Serviço de Inspeção Municipal (SIM). Eles vêm tanto na embalagem quanto carimbados na carne. A diferença entre eles é o alcance territorial, uma vez que cada um segue normas de comercialização específicas. Para harmonizar e padronizar os procedimentos de inspeção, existe também o Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA).

BLOG